sábado, 26 de setembro de 2015

                                                                             TOUCH ME!

Touch  me!


O sagrado sol

Sou o sol o principio, dou vida e morte aquém
Eu defino ou elimino de vez quem me ousa
 Sou potente acidente universal sou lousa 
efeito mega megatons de energia  também 

Minhas explosões nas frequências tantas
 A explorarem as frias dimensões.Petrificaram!
Em rochas, gases.Outros ao meu redor orbitaram
 Um especial chamado terra é minha" herança"

Ficou numa frequência exata a formação
 E livre evoluindo fêz em sua translação
 h20 fêz vapores a chover climatizou a terra

No seu centro deixou meu coração em fogo 
Vieram de outros mundos sêres e demônios.
 Homens animais se diversificaram em guerra.

Assisto a tudo e vejo tudo
Eu sou o sol, sou pai da terra! 

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

A luz Cristã





A luz cristã


Ante a tua face eu me dobro
Na ventura de uma fé extrema
fecho os olhos adentro no dilema
 perguntas pelas quais me cobro

Sou apenas um ser limitado
Nem consigo pensamento vasto
De chegar ao limiar dos fatos
  de histórias de pecados e relatos


Jesus ...tempos atrás aqui vieste
Salvar nós humanos bem fizestes
Mas o homem é como o fariseu!


É o homem a fonte de teus planos
Vasta guerra vens lutando á anos
Salvar na terra a obra de Deus

Alma Gort





domingo, 13 de setembro de 2015

Nosso poema





 Poema

Deixo que o tempo ante a verdade
fale do seu sentimento adormecido
mesmo nesses anos que perdidos
Encontre aqui o passado sem idade

Ainda o amor que agora  atordoada
Deixando passar imagens recortadas
De momentos de amor e ataviadas
Duma distante paixão desenfreada   

Desconsoladamente nos teus braços 
Dias do passado farrapos estilhaços
que agora rejuntei-os em estesia

Náo existe nada daquele sentimento
O tempo o transformou em fantasia
escrito numa folha qualquer em poesia

Alma Gort




sábado, 5 de setembro de 2015

C
 CLIQUE PARA OUVIR O SOM
NA BOTAO LILAZ
 




Chama acesa

Frame "do mar" Estou v ...






 
A chama acesa

Quero rasgar do tempo as lágrimas.
Até quando o amor causa tormentos,
e baseada em velhos argumentos,
sem perguntas calo minhas cismas.

Sentidos sentimentos e emoções,
que escrevei por certo para o tempo,
se apagarão nas vias dos momentos,
tal qual quando se morre a emoção.

Partilha de desejos em meus anseios,
nos risos que não ri nos meus receios,
de sonhos que não tive em minhas mãos

Eu sinto aqui,meu peito esta em chama,
ainda vivo o sentimento de quem ama,
 mas...nem sei onde guardei no
coração.
 


Alma Gort



Categorias: Período entrada aulas / animação. Gráficos. Frames

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

 


 
 
Rumores íntimos

Outrora a face do desejo ardia
suas ilusões se abrindo em flôr
levou consigo aquilo que passou
algures das ternas fantasias

Mas a fé ainda segue firme
que importa que a vida negue
quando aqui em nos ainda ergue
um alvo em que se nos define

Há de se entender seus passos
no longo embaralhar dos laços
das mares do destino e sua dor

Falar aqui dos tais fracassos
se por fim de todos embaraços
marcaram os tempos do amor

Restos destes tais argumentos
foram erros dos tais sentimentos
Alma Gort

Forum poesias