segunda-feira, 27 de julho de 2015

Fiel e verdadeiro



O fiel e verdadeiro


 Grita a alma assim dentro do peito 
numa dor qual de quem se morre
 um soluço qual ninguém socorre
rasgando em emoção desfeito
 arqueja o amor dentro do peito

 Olho então cansado o caminho
 vejo em tudo o vago da existência
 O homem teima na inconsciência 
sem saber onde buscar seu ninho
 sendo este ninho sua consciência 

Pergunto ao pensamento agora 
onde esta o Deus que eu procuro
 se vejo nesta hora um céu escuro 
em tristeza os meus olhos choram 
Vejo um mundo insensato e obscuro

 Quem sou se o pecado me domina
 se me sinto sozinho há algo errado
 gente indiferente vejo em todo lado
 estranho mundo que jamais termina
 mundo em que me sinto abandonado

 Acima de mim os corpos celestes
 estrelas, lua,céu e suas alianças
 na terra, rios e mares de esperança 
a vida em réstia abaixo do cipreste
 e o puro coração de uma criança

 Procuro ler na Biblia algo mais 
talvez palavras em discernimento 
busco algo mais em meu momento 
diante do presente que me insatifaz
 medito numa prece em sentimento

 Penso na Cruz e na promessa pura
 de Jesus Cristo que por amor se deu
 no Criador do mundo aqui se ofereceu
numa história que de amor perdura
ergo os olhos ao céu numa procura

 Penso no poder de Deus e sua jura
meu ser espiritual procura a paz
e contínuo medito ainda mais
 implorando a Jesus a minha cura
numa fé em sua promessa eficaz

 Então a milicia já me é imposta
 recebo unção inexplicável e fiel
como em vida fosse arguida ao céu 
onde a minha oração tem a resposta
 Meu Salvador O Santo de Israel

 Em resposta brota da límpida fonte
 Ele enxuga as lágrimas expulsa dor
 liberta o pensar e pelo seu amor
 livre sou mais que livre num instante
 da carga de prisão e amargor 

Posso firmar meu passos sem talvez
 vejo o farol que guia a nau cansada
 na vida e nas curvas dessa estrada
conseguirei estou de pé estou curada
 Eu alcançei Jesus mas uma vêz.

Alma Gort
 
religião


67c84dab6e2e (10x10, 1Kb)

Forum poesias