terça-feira, 28 de julho de 2015

O cisne negro


LUA



                       A LUA UM SATÉLITE

ME VEJO OLHANDO A LUA, O SATÉLITE,
QUE SONHOS ACALENTOU NO PASSADO,
HOJE EM RIMA DO POETA ILHADO,
TE FIGURA NUA NA CIÊNCIA.

TEU CLARÃO ILUMINADO PELO SOL
JÁ NÃO É MAIS MAGIA OU FAROL,
DE AMÔRES QUE FORAM CALADOS,
O ROMANTISMO TE DEIXOU DE LADO.

QUEM SABE O AMOR TENHA ESFRIADO,
OU SE AFASTOU DOS ENAMORADOS,
PELA FRIEZA DESTE NOSSO SÉCULO!

MAIS CONTINUAS FIEL A OFERTAR,
NA MAGIA DAS NOITES DE LUAR,
EM FAZER CORAÇÕES APAIXONADOS.

Alma Gort


Meu sonho azul



Forum poesias