domingo, 13 de setembro de 2015

Nosso poema





 Poema

Deixo que o tempo ante a verdade
fale do seu sentimento adormecido
mesmo nesses anos que perdidos
Encontre aqui o passado sem idade

Ainda o amor que agora  atordoada
Deixando passar imagens recortadas
De momentos de amor e ataviadas
Duma distante paixão desenfreada   

Desconsoladamente nos teus braços 
Dias do passado farrapos estilhaços
que agora rejuntei-os em estesia

Náo existe nada daquele sentimento
O tempo o transformou em fantasia
escrito numa folha qualquer em poesia

Alma Gort




Forum poesias