segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Horas de ternura com musica





 

Versos ao vento








Versos ao vento


Copiei da minha alma enredos
fiz poemas de amor em inocência
acumulei montões na persistência
guardei meu tesouro em segredo. 

Escondi-os também no coração
Por longos anos indo pro futuro
Um dia percebi que no escuro
Meus versos perderam a noção

Eu resolvi destrui-los como todo
e recriei outra vêz na flôr do lodo
expondo ao mundo a minha emoção

Indiferente o mundo nem olhava
a esta altura pouco me importava
mas resolvi extravasar meu coração

                                                                                                Alma Gort




Forum poesias